quinta-feira, 1 de agosto de 2013

     Para que serve a pintura
a não ser quando apresenta
     precisamente a procura
daquilo que mais aparenta,
     quando ministra quarenta
enigmas vezes setenta?

Paulo Leminski
La vie en close, 1971
[grifo nosso]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!