terça-feira, 13 de julho de 2010

"Somos, no mais das vezes, mais vítimas do nosso terror do que dos perigos reais, e sofremos mais com a ideia que fazemos das coisas do que com as próprias coisas. (...) Eis o meu conselho: não fiques infeliz antes da hora; os perigos cuja chegada iminente tu temes talvez não cheguem nunca."

Sêneca, em As relações humanas (século I)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!